domingo, 1 de novembro de 2009

ANATOMIA DA IMPROVISAÇÃO

improviso2

Escuta amor

Nada me assusta nem minhas asas

que produzem os sons que brotam do silêncio.

Este silêncio que ecoa no espaço

onde viajamos parados no limiar invisível

do tempo.

Escuta amor

as vozes deste silêncio que criamos

quando viajamos para longe e dentro de nós.

Se vens inaugurando o antes e o depois

quero reter no instante desta curva espaço-tempo o que nos traz e nos faz

uno com o cósmico e universal.

Falarias prá mim dos vazios que tua alma oculta,

eu percorreria o espaço na curva desalinhada do tempo declarando o sutil

que estes espaços em branco mostram.

Sente este vento do futuro

a soprar na consciência.

Improvisa prá mim,

em mim,

a anatomia do que ainda não tem nome.

 

Beijos e abraços!

 

Que o domingo tenha começado com asas para voar

e sonhos para sonhar.

Quem sou eu

Minha foto
Um pássaro que não quer ser aprisionado...Assim é minha alma...Que pousa onde encontra alento e amor...Mas que precisa estar livre para voar se assim desejar...Sou fiel aos meus sentimentos e não aceito que me prove...Quando amo sinto a intensidade do amor percorrer cada célula de meu corpo...Minha alma que de tão transparente é lúcida...Sou menina...Sou mulher...Quero tão pouco dessa vida... Quero fogueira para dançar...Quero a lua e as estrelas compartilhando minha dança...Quero a brisa da madrugada me envolvendo...E quando os primeiros raios de sol nascer...ainda quero presa entre meus dedos uma taça de vinho seco...Lanço a sorte a todos e como recompensa recebo-a de volta...Assim é minha alma cigana...

Presente da Helô Blog Sintonias do Amor

presente da Helô

O que é imperfeito, será perfeito. O que é curvo será reto. O que é vazio será cheio. Onde há falta haverá abundância. Onde há plenitude haverá vacuidade. Quando algo se dissolve, algo nasce. (Tao Te King:22)

Assine meu guestbook ficarei feliz!

Aprenda

Aprenda a ver a grandeza de seu próximo
e verá também sua própria grandeza.
KHALIL GIBRAN